top of page
  • Foto do escritorDani Verdugo

A mudança de carreira é pra mim?



Muitas vezes iniciamos nossa vida profissional de uma certa maneira, sem saber se é exatamente aquilo que queremos. O motivo disso acontecer pode variar: indecisão, falta de oportunidade ou de escolha, entre vários outros.

E em algum momento a tal pergunta chega: será que estou na carreira certa?

Para alguns profissionais, essa pergunta se tornou preocupação com a pandemia: segundo pesquisa do grupo britânico Pearson, 76% dos brasileiros chegaram a repensar suas carreiras profissionais por conta da Covid-19 e 59% demonstraram preocupação em ter que mudar de carreira ou de área de atuação por conta da crise. (Infomoney, 2020)

Bom, é bacana pararmos para pensar um pouco sobre a diferença entre mudar de carreira e procurar por novas oportunidades, já que alguns "sintomas" podem ser parecidos: o desânimo, cansaço constante, falta de reconhecimento, poucos momentos de prazer.

Pense bastante: a minha organização me incomoda? Ou a minha área não é a certa? Caso suas queixas e insatisfações sejam relacionadas à dinâmica da empresa que trabalha, seus colegas e líderes, por exemplo, talvez procurar uma nova vaga seja o suficiente.

Agora, se o descontentamento vai além, afetando sua saúde mental, deixando sua rotina extremamente cansativa e desinteressante, podemos considerar a mudança de carreira.

É interessante deixar claro que não precisamos ter tanto medo dessa reflexão. Se esse for o seu caso, você pode ir se preparando e caminhando em direção à uma nova profissão.


Chegamos no momento de avaliar: qual o meu momento de carreira? Como está meu planejamento de vida? Minha situação financeira está estável para que eu reestruture minha carreira?

Isso porque será necessário o investimento nessa decisão - não só financeiro, mas também com o seu tempo e disposição. Então, o passo de reflexão é bem interessante e pode ser mais rico se acompanhado de estudo e networking.

Leia sobre a sua área de interesse, entenda se é o que você realmente quer, fale com profissionais desta área e compreenda melhor como a sua rotina seria na prática.

E não se esqueça: aproveite o momento! Inspire-se em pessoas que já passaram por isso, leia sobre assuntos que te interessam e te motivam, converse com colegas e experimente.

É legal pontuar que nem sempre mudar de profissão parte de momentos de infelicidade. Às vezes, também podemos mudar nossos rumos em busca de novas experiências.

Mais uma vez, o autoconhecimento é chave para compreender seus próximos passos e tomar decisões assertivas.

2 visualizações

Comments


bottom of page